...

...

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Chave

A chave…
Porta que abre e me deixa passar
Deixa, mexe, desencarcera
Tranca, gazua que embuste corroeu
Doeu, mordeu, gastou-se

É bisagra…
Charneira de vaidade
Dança na linha da luz que invade
Cega-me nos olhos, na mente
Permite-me entrar

Fala a falha…
Gota a gota na fresta
Na testa de quem pensa
Quem te faz aberta
No que te torna absoluta

Encosta a porta…
Ela dizia-se pintada de fresco
Fazia-se forte, completa, agreste
Ela, a que me impede
De a fechar em mim

No trinco…
Sarcófago, sacrifício de respirar o pó
Mentindo, falava-me mansa
Na esperança de me enterrar
Entre os ossos da paixão

O batente ausente…
Será a disputa de nós o caminho
Clamo pela luta dos corpos sequiosos
Aparas, lascas desprendidas do teu cabelo
Soltas por mim, ruindades gostosas

Diz-me à janela…
Que o meu nome é queimado a quente
Perfilado, laminado substrato
Endurece-me a vontade, lateja em humidade
Conferir formas ao desejo

Chama-me à ombreira…
Conclui o resinoso prazer que me ocupe
Verte-te em cola, composta em mim
Querer-te ao fundo da sala
Dizer-te parte que me és

16 comentários:

mariazinha disse...

gostava que encontrasses a chave, essa.
Tudo de Bom para 2008!
Beijo*

RedLightSpecial disse...

Já to disse e repito: fico arrepiada ao ler-te!
Gostava de ter o teu dom da palavra, de conseguir exprimir tanto de uma forma tão bela.
Lindo.. simplesmente lindo!
Vou procurar a chave que me permita abrir o tesouro que, por artes mágicas, um dia me faça escrever assim. Como tu.
Beijo iluminado para ti!

Peach disse...

Meu querido amigo... eu já nem sei que dizer lollll

passei para te desejar boas entradas... e um feliz 2008, com tudo aquilo que desejares!

beijo

impulsos disse...

Há chaves que só encaixam em determinadas fechaduras...
Mas também há outras, que penetram facilmente em qualquer uma!

Em cada texto, metáforas novas de difícil descodificação,mas decerto que terão um enorme significado para o seu criador... tu!
Tu que os escreves demasiado bem!

Beijo e Feliz 2008

Post-It disse...

Fiquemos na fronteira, então... do lado que quisermos. ;)

Pérola disse...

Somos sempre parte uns dos outros, não é? Seja isso bom ou mau. Tem dias.

Beijinhos grandes, parabéns por escreveres tão bem, e um ano 2008 fantástico!

Beijinhos!

Vertigo disse...

Um ano cheio de luz.mervelha ;)

Beijo (grande)

Ps: tens sempre cada música a tocar (...)

RedLightSpecial disse...

O nosso caminho é feito pelos nossos próprios passos... mas a beleza da caminhada depende dos que vão conosco. Que em 2008 possamos caminhar mais e mais juntos por esta blogosfera, em busca de nossos sonhos, com muita PAZ, SAÚDE, COMPREENSÃO, AMOR E... PAIXÃO!.
FELIZ 2008!

A Túlipa disse...

Gostei, muito. Espero que guardes para sempre esa tua capacidade de qriar um mundo de véus, com formas disformes. O que é fenomenal e que constrois sentimentos nas pessoas que te leem e não imagens como acontece quando leio tantos outros textos.

Gosto disso =]

One girl disse...

está simplesment lindo..

lili disse...

silêncio para não quebrar o caminho… suspensão … (que lindo, que lindo)… silêncio depois, outra vez!

Bom Ano, do tamanho de todos os desejos *

A estranha disse...

Um poema com cheiro de madeira, com cheiro de serralharia e com cheiro de humanidade... Belo o odor e belas as palavras...

Beijo-te

RedLightSpecial disse...

Ainda em busca da "chave"? Por vezes a porta não está trancada...

Borboleta Endiabrada disse...

Bom ano novo!!!

Beijinhos endiabrados

ContorNUS disse...

segredos por detrás das fechaduras... perfiro deixar destrancado

farfalla disse...

quando se diz.... por vezes arrepia... sp q encntramos aquilo q parece ser o pedaço d um espelho...

_baci_