...

...

domingo, 16 de dezembro de 2007

Acendalhas

No istmo do meu corpo, acalento a vontade de me cuspir em inferno. Expelir-me em seiva bruta, nesse teu rosto de menina recatada. Não me apetece nada como antes te dizia, acariciando o teu corpo, como nervuras do delicado prazer do deleite. Dói. Dói-me continuar a reter, aqui dentro. Concentra-se a vontade ao mínimo mal da tua presença.
Não te quero. Quero-te apenas.

Nos aceiros criados no teu corpo, a fronteira delineada pelo teu fogo, a minha boca traz à tua pele o limite do tempo, entre as tuas pernas o contrafogo, contraposto, contra o corpo um do outro. Sem nada contra. Ao contrário, abafar a labareda com a língua, retirar-te o ar com a boca. Será o vácuo um sinal de te engolir, sem palavras, de lamentos esquecidos à tradução possível dos movimentos ritmados.

Não quero. Apetece-me.

A saliva é centelha que escorre, que se mistura na penetração do corpo. Sim, meter, enfiar, comer com os dedos. Lambuzo-me até à medula. Crepita-me a vontade de me fundir à terra, enterrando a raiz na brasa, o pau no barro, o aço na frágua.
É o diário de um incendiário que vê nos teus recantos, uma senda a procurar. Desejo ver os teus seios a arder, secar-te toda a àgua, tragar-te toda a fonte. Seria carbonizar o sexo, sem a frouxidão das palavras, sem tê-las, tendo-te.
Não quero. Quero muito.

25 comentários:

Ás de Copas disse...

Não te bebo em tragos sôfregos, engulo-te na palavra, apenas!

A Túlipa disse...

O mais perverso, no mais delicado. uma negação.

'

impulsos disse...

Na exaltação de tanto querer, chega-se a negar a simplicidade desse mesmo querer.
As palavras já não chegam para saciar essa sede.
Querendo-se mais e mais...

Beijo

E Feliz Natal

Aran disse...

magnifico texto! forte contexto! contraditório querer... num querer de tantas formas...
Gostei, beijihos e inté

PS: deixei uma resposta ao teu coment no meu cantinho... ;)

PEACH disse...

Não comentei o post anterior de proposito... porque como sabes, não é bem o meu estilo, apesar de tão bem escrito!

Este sim... revolve-me as entranhas, "carboniza e engole-me"

Gosto de sentir, gosto da intensidade desmedida, INCENDEIA-ME!

parabens amigo!

mariazinha disse...

o desejo tem destas coisas (entre outras... como asas, por exemplo).

texto de fazer tremer alicerces.

beijo*

Maria Ostra disse...

"não te quero a não ser porque te quero"... Lembraste-me Neruda. :))

david santos disse...

Passei para desejar-lhe um bom final de 2007 e um bom ano de 2008.

Aproveito para LHE pedir que participe na blogagem colectiva que se está a realizar hoje, dia 17, em prol da menina Flávia

http://flaviavivendoemcoma.blogspot.com/

RedLightSpecial disse...

aiiiiiiiiiiiiiiiiiii....
Que quem te quer assim sou eu!
para a próxima avisa que tens um texto com esta intensidade, sff!!
Quero.. quero muito também!
:P
bj ruborizado para ti!

Pérola disse...

Querer faz parte. Mas sozinho não chega...

Beijocas.

Vertigo disse...

Tu tens que estar inspirado,não é? :P

(muito intenso)

Beijo**

Simone disse...

Encantadoramente intenso!

Sentem-se as labaredas a crepitar por entre as palavras, um incêndio avassaldor a galgar a cada frase.

Lindo!

Beijo

Klatuu o embuçado disse...

Excelente. Do melhor que já li por aqui.

A Túlipa disse...

Uma nomeação n meu blog para o teu espaço... diga-se que encontro uma paz aqui.

'

margarida já muito desfolhada disse...

...amor tornado momento.

A estranha disse...

na minha opinião, um dos melhores textos que aqui publicaste!

Absolutamente fantástico! Assim de repente fez-me lmebrar um dos meus poemas favoritos:


"Não te amo, quero-te
O Amor vem d'alma
E eu na alma tenho a calma
A calma do jazigo..."
(Não sei se está bem, estou a escrever de memória...)

Lindo!

Beijo-te.

lamia disse...

A dualidade por vezes imperceptível da escolha...

RedLightSpecial disse...

Ler de novo estas tuas acendalhas hoje tem para mim um sentido bem diferente... é curioso como o nosso estado de espírito influencia o modo como sentimos um texto.
Antes fisicamente intenso, hoje emocionalmente avassalador.
Amei (re)ler.
Beijos e... ATÉ JÁ!
:p

o_cao_que_morde disse...

Venho comunicar que este Blog foi votado para Os Melhores Blogs de 2007

Bé disse...

Sou eu toda a seiva que te afoga, nesse mar de palavras que me engole..
Que nos traga de um só trago...
Que nos envolve e explode...
Não queremos...
Apetece-nos...
Queremos apenas!:)

Que as palavras sejam sempre a tua senda... e o fogo que te consome aquele que nos queima... tal a intensidade...

:)*

F. disse...

aiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiiiiiii hot in here!

One girl disse...

o desejo de posse tem uma força extradionaria na mente humana, batendo mais forte k a racionalidade

Post-It disse...

Intenso..tanto que assusta..

M. disse...

Prefiro calar-me. Há coisas que o mandam.

*

lili disse...

Há tentações que revestem falsos pecados, este parece ser um deles!

Excedente expressividade, parabéns!!