...

...

terça-feira, 19 de dezembro de 2006

De que falo|?|

As sombras que insistem em não desvanecer com o tempo, tornam-se nódoas aos olhos de quem as sente e de quem as vê. E quando a noite chega com as suas mãos de pesadas horas, o antigo relógio de parede faz-se ouvir, dando corda ao único momento dos pesarosos dias em que nos sentimos vivos.
É entre as vagas de sono que se abatem lentamente na fina camada de consciência, que nos encontramos. Pouco a pouco abdicamos do corpo, olhando para o branco infinito do tecto do quarto, até finalmente estarmos todos presentes.
De mãos dadas e sorrisos largos, sentimos o que nos é impedido de olhos abertos. Não são sonhos, são encontros camuflados entre nós. Esconderijo de nós para nós, tão inalcansável e volátil a estranhos como a um simples acordar. Os habituais sabem-no e não o ignoram.
Por mais que se durma serão sempre breves, os encontros, não nós. Seria injusto dizer que não nos completa a todos. Por pouco que pareça, é-me bastante gratificante sentir a leveza do teu toque e a candura do teu olhar. Aqui estamos entre as brisas e os desejos em comum.
Acordados ou não, sempre estivemos e estaremos.

6 comentários:

Anónimo disse...

=)

sabes o que fiz ao meu relógio de parede?

acho que ficou lá para sempre. esborrachado. embutido. como se não houvessem mais horas.

poderemos algum dia sepultar o tempo?

em nós.


A.

*

.*.Magia.*. disse...

De que falas?

Talvez fales de mim! Ou talvez fales de ninguém...
Falas?
Não ouvi nada...apenas li!

E lendo fiquei a saber que falas de Amor...!

Alamparinado,
acordada ou não
sempre estive
e estarei
onde nunca saberei!

Cheers e cuidado com o cotonete, ele anda aí, quer dizer...anda lá!

Aran disse...

O momento mais lúcido, certeiro e consciente do mais íntimo de nós mesmos... ;) Jinhos

A. disse...

e.ternos momentos.vossos.








___________________________A___

Boganga disse...

O momento em que o "eu",
através da própria temporalidade,
se torna fluido e insubstancial...

Morgaine disse...

Falas de como a vida é tão curta e os milésimos de segundo do relógio andam a uma grqnde velocidade...