...

...

quarta-feira, 25 de abril de 2007

Seiscentos e Sessenta e Seis, Vezes Sete

Revolve em tempo que corre
Na pressa, a galope que morre
Nas mãos de quem ama e espera
Desesperas tu, que nada sorris


Não sabes tu que nome tens
Sem seres quem ousa gritar assim
Que no amor não está o fim
Sem cor, nem calor que me faça olhar


Parte em tempo que espera
Esfera isolada, contida em ti
Içada a bandeira, na corda que te amarra
Aperta segredos nos becos da noite


Escondidos degredos, que em teus dedos estão
Não são mais que enlevados murmúrios
Torturas pingadas de errantes amantes
A boca que sou, em fumo que inalo, és droga


Extremo da lança, no gume de querer
Seiscentos e sessenta e seis vezes
Motivações de mais querer-te, sabendo que já és
Todo o sangue que corre, em força, na artéria de nós


São pós, mantos que cobrem
Enlaçam velhas guardas, esperas nocturnas
São velharias, chapéus e baús que jazem
No velho íntimo de esperar, que venhas por fim


Sete resmas de papel
Escritas a tinta de pecados
Personificando em todas as linhas
Provocando em cada qual, a tua culpa de me seres


Já cansado, tomado e arremessado
Para o canto vil que tens no teu regaço
Embraço eu, disperso ao acaso
Perdido nas tuas contas, nas fábulas que me inventas


Penso eu que seja, em todo o momento
Um triste fim de enredo, trapo limpo em nódoa de mar
Encrespado romance, lençol gasto do Tanto
Tanto mesmo que me contas, que me fazes e tornas


Revolve mais uma vez, em verso que flúi
Entre seivas, salivas e poções
Gotas que me dás à boca, na língua que te espera
Circunda, continua, volta a mim

6 comentários:

nena disse...

sete resmas de abraços deixo-te eu aqui..
não desesperes,..
ama muito, não chores..
sorri.

Morgaine disse...

Vezes sete. Por cada dia da semana. sessenta seis vezes.. ena pá!

A. disse...

perdão...pela minha falta de tempo. pela minha falta de tudo.










...nunca quererá dizer que, não espere, circunde, continue e volte...aqui.sempre e (sem talvez.)








__M.__beijos.muitos_________A._____

A estranha disse...

Nem de propósito... Só por este texto já o merecias mas foi antes de o ler que te dei um presente.

666x7 beijos

0.01 disse...

guardado está o pecado para quem o há de...
comer
perdoar
devorar
aniquilar

Não há pecado a sul do equador...

Ha Men!

é de homem.

PS: Não invoqueis o numero da besta em vão,
apenas se estiveres disposto a aprender com as Bestas...

"There is much to be learn from the beasts..."
Vlad

Abraço e continua a seduzir!

.*.Magia.*. disse...

Existe sempre um seissentos e sessenta e seis debaixo da alma que se multiplica por sete...
Doce veneno!
Amargo beijo...

Saudações regressadas à lampadagem vermelhescente!!!

Cheers!